Busca por palavras

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Ainda que esteja morto viverá

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;” ( João 11:25 ).

Talvez você esteja se perguntando: “Por que crer num livro que foi escrito há dois mil anos e aplicá-lo à minha vida como se ele fosse a verdade absoluta?”, acredito que esse seja o pensamento da maioria esmagadora dos que não crêem que a Bíblia é a Palavra de Deus, se você é um desses talvez sejam esses os seus argumentos: “o tempo não para”, “a vida continua e o contexto histórico, cultural e religioso da Bíblia já não é a nossa realidade”, “vivemos em um tempo diferente, num mundo com problemas, necessidades e valores diferentes daqueles em que estavam inseridos os personagens bíblicos”. Felizmente eu tenho que te dizer que você está equivocado, senão vejamos, impressionantemente nesses dois mil anos do encerramento do Cânon Sagrado a Bíblia ainda é, e pelo jeito continuará sendo, o livro mais vendido do mundo. Mesmo sendo considerada retrógrada e dispensável ela continua sendo apreciada por milhões de pessoas. De todos os livros escritos em seu tempo não existe livro mais atual em sua mensagem do que ela, a Bíblia nunca perde sua aplicabilidade em relação à vida do homem. Se você crê em Jesus como o Filho de Deus e o caminho, a verdade e a vida saiba que ele afirmou que a Bíblia é a verdade para a salvação do homem (Jo 5.39), milhares de pessoas tentaram destruí-la e não conseguiram, acredito que ela é o livro mais amado e também o mais odiado, mas por que será? Talvez porque ela não apenas mostra a verdade escondida no coração do homem revelando aquilo que há de mais profundo, o que muitas vezes nos traz vergonha, mas também mostra-nos as respostas para nossos problemas mais difíceis de resolver. Alguém certa vez falou: “Deus só faz por você aquilo que você mesmo não pode fazer”, e que alegria saber que a Bíblia está recheada de episódios onde o Deus dos Deuses fez por seus servos o que eles não poderiam fazer, que tal José filho de Israel? Alguns o chamam de José do Egito, e eu particularmente não gosto deste título, prefiro chamá-lo de José no Egito. Bom, mesmo sendo vendido como escravo, caluniado e encarcerado ele chegou a ser governador do Egito (Gn 41.41-43; At 7.10) e o mais impressionante é que tudo o que ele passou contribuiu para que chegasse onde chegou. Eu creio que tudo que nossos inimigos fizerem contra nós só nos fará chegar mais perto de nossa vitória, as pedras que jogam contra nós servirá no futuro como um monte onde chegaremos mais perto de Deus. Quando Jesus afirmou que todo aquele que nele crê mesmo que esteja morto viverá nos vem à mente algo impossível, mas não é a Bíblia que nos mostra que nós podemos todas as coisas em Cristo que nos fortalece? (Fp 4.13), talvez você esteja morto e ainda não percebeu, talvez seus ouvidos já perderam a sensibilidade de ouvir a voz de Deus, talvez seus olhos já perderam a capacidade de enxergar os feitos e maravilhas que Deus tem realizado, talvez seus pés já não tenham forças de se movimentar em direção ao lugar onde Deus te mandou ir, talvez sua boca já não tenha mais a capacidade de falar as coisas que Deus tem te mandado falar, ou pior, talvez seu coração já não tenha mais a capacidade de sentir a presença de Deus, mas Deus está te falando que se você crer nele ainda que esteja com todos os sintomas de alguém que está morto ele vai te resuscitar e vai te dar vida em abundância (Jo 10.10). Creia em Jesus e seja ressuscitado agora em Seu nome para a honra e a glória do Deus Todo-Poderoso!
“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (Jo 5:24).

Clébio Lima de Freitas.

2 comentários:

Analista Man disse...

Se os mortos revivessem, isto seria mais importante do que prender ou matar os que matam.

Charles disse...

Parabéns pelo lindo & edificante texto, a paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...