Busca por palavras

sábado, 14 de janeiro de 2012

Tempos trabalhosos para a Igreja


Vivemos dias difíceis, nos diz as Escrituras (1 Tm 3.1-9). Pode parecer exagero, mas não houve, a meu ver, tempo mais cheio de dificuldades em se servir a Deus do que os dias atuais. Não digo isso apenas por estar assim escrito, mas por entender que o pecado jamais foi tão acessível e divulgado quanto hoje, nem o mundo, tão aberto ao mesmo. Historicamente há um decréscimo no senso comum de moralidade provocado pela propagação de ideias e hábitos “revolucionários” como a legalização do aborto, liberdade sexual (o que envolve homossexualidade, fornicação, adultério, divórcio, pornografia, pedofilia, etc..). Não é à toa que o Senhor Jesus afirmou que “por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará” (Mt 24.12), pois tudo isso está entrando sorrateiramente no seio da igreja e até mesmo da boca de ditos cristãos é possível ouvirmos defesas desses costumes mundanos. Mas não se engane, pois aquele que é de Cristo possui “a mente de Cristo” (1 Co 2.16). Junto com esses costumes mundanos, acrescentem-se as heresias e modismos que nos assolam e entorpecem, deixando-nos a falsa impressão de que vai tudo bem, de que é normal um “ungido” do Senhor ter posições equivocadas acerca mesmo de doutrinas cristalinas como a divindade de Cristo, a pessoalidade do Espírito Santo de Deus, ou a soberania de Deus, ou até mesmo que, se o tal “ungido” pode realizar milagres, Deus está aprovando seu ministério mesmo o tal estando em desacordo com sua Palavra. Não esqueçamos de que Jesus Cristo disse: “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” (Mateus 7:22-23). Sigamos o exemplo dos apóstolos que apresentavam a Cristo sempre como o cerne da mensagem (At 2; 1 Co 2.2). Amado em Cristo, quer um conselho? Se entregue a Cristo como se ele fosse voltar agora. Pregue a Palavra dele como que a moribundos. Peça a Deus um dom espiritual ou graça para servi-lo com os que ele já lhe deu. Estude a palavra como quem toma o último copo de água disponível no deserto. Adore a Deus com toda sinceridade e, se você sentir que não tem tanta sinceridade assim, conte a ele e o adore mesmo assim. É tempo de servir a Deus como nunca antes!

Antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;” (Hebreus 3:13)
Postar um comentário

Talvez você goste também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...