Busca por palavras

domingo, 14 de novembro de 2010

Apaixonados por Livros


A Importância da leitura para a vida Cristã

Quando fala-se de leitura num contexto cristão, deve-se sempre levar em conta dois aspectos: um positivo e outro negativo. Livros esboçam ideias, e estas podem ser nocivas ou não. Um livro pode mudar a vida de uma pessoa, logo ao escolher um livro para se ler, é preciso saber a autoria, a editora, o assunto abordado e avaliar sempre se o mesmo será útil, pois com o pouco tempo que temos para ler, é importante ser seletivo. Na história da igreja vemos um uso tradicional de epístolas como meio de comunicação, claro, a igreja surgiu num momento da história em que a tecnologia mais avançada de armazenamento de informação era o pergaminho, mais resistente que o papiro. A escrita foi e é largamente utilizada por teólogos desde que existe igreja. Hoje são utilizadas mídias como TV, rádio, DVD, CD, além da pregação falada nos cultos, mas os livros não deixaram de ser largamente utilizados para esboçar e registrar ideias.

Algumas das maiores heresias da história foram propagadas pela tradição oral no contexto da igreja. Mas também por meio do envio de epístolas apócrifas. Logo vê-se que o conhecimento acerca das doutrinas através da leitura das epístolas verdadeiramente inspiradas foi fundamental para que a igreja primitiva se conservasse pura doutrinariamente, do contrário o cristianismo não teria resistido às muitas heresias e correntes de pensamentos que emanavam da cultura grega daquela época. A tradição oral é elevada ao mesmo patamar da Escritura em algumas denominações e em outras, mesmo teoricamente defendendo-se a supremacia das Escrituras, a tradição oral é mais propagada. Sobram então focos de um protestantismo que põe a Escritura no lugar onde ela deve estar, acima de todas as tradições, teorias e opiniões humanas. Vemos então a grande importância que há para a vida cristã na leitura, sem ela as igrejas não passam de clubes vazios de sentido. Tanto a leitura da Bíblia Sagrada como de literatura cristã, tanto quanto literatura secular, desde que seja boa são bem vindas neste processo de edificação que faz com que a igreja exerça seu papel de difundir este Evangelho tão cheio de profundas verdades, questão difíceis e uma filosofia apaixonante. Quem se diz cristão e não valoriza a leitura tanto da Bíblia como de literaturas auxiliares ainda não entendeu muita coisa do que é ser cristão, pois os desafios são muitos, não só para os ministros da Palavra, mas para todos que se julgam salvos.

A leitura realmente apaixona, faz-nos melhores, edifica-nos. Paulo solicita a Timóteo de dentro da prisão: “Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos” (2 Tm 4.13). Mesmo encarcerado, Paulo sabia que a leitura lhe daria maior capacidade pra defender o Evangelho mesmo numa cadeia. Para ele a “palavra de Deus não está presa.” (2 Tm 2.9). Como defender o Evangelho sem conhecê-lo? Um médico precisa conhecer uma relação enorme de doenças para dar um diagnóstico confiável e um advogado precisa conhecer as leis, logo um defensor do Evangelho deve conhecer o evangelho que prega, doutra forma virão as heresias, os modismos, as contradições tão nocivas ao cristianismo hodierno. Ler é aprender e esse é o grande desafio dos nossos dias: falar de Cristo conhecendo a Cristo, pois : “Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus;” (Mt 22.29). Outro ponto importante, como acabei de ler, é que é conhecendo a Escritura que conheceremos o poder de Deus. Deus se manifesta poderosamente em meio a crentes que se esforçam em conhecer a Palavra do Senhor e esse conhecimento nos dá vigor para buscar o avivamento de Deus em nossas vidas (Hb 3.2).

Concluindo, a leitura é importantíssima e certamente Deus abençoará àqueles que forem amantes de boas leituras, principalmente da Palavra do Senhor!

Em Cristo,

Clébio Lima de Freitas
Postar um comentário

Talvez você goste também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...