Busca por palavras

sábado, 4 de outubro de 2008

Equilíbrio, um fator decisivo para o serviço cristão (Parte 1)

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.” (1 Co 10.23)


Se você é um crente compromissado com o céu, já deve ter percebido o quanto a igreja como instituição mudou, Em alguns aspectos para a melhor, em outros, infelizmente, para a pior. Hoje temos representantes na política, algo inconcebível poucos anos atrás. Temos também irmãos em Cristo se destacando nos esportes e na sociedade como um todo. Não somos mais um grupo de pessoas “ingênuas” e “ignorantes”. O Evangelicalismo brasileiro nunca experimentou tamanho desejo pelo estudo teológico. Temos visto jovens que normalmente perderiam grande parcela do seu tempo em busca de entretenimento com coisas que não convém, preocupados em aprender mais sobre a Palavra de Deus. Em contrapartida temos visto uma grande parcela dos obreiros sendo verdadeiros anões espirituais, pois não buscam mais as manifestações do Espírito e que não chegam nem perto de grandes homens do passado que consagravam sua vida e pagavam o preço pela obra de Deus, estudar Teologia hoje parece até que é mais importante do que estudar a matéria prima da Teologia, a Bíblia Sagrada. Os que ainda restam estão passando para o Senhor e os que ficam não estão se esforçando para seguirem seus exemplos. Em meio a esta regressão espiritual dou glórias a Deus porque apesar de tudo ainda existem profetas que nos alertam sobre os perigos de deixar de buscar a Deus em primeiro lugar (Mt 6.33). Os fatos que apresentei aqui mostram falta de equilíbrio na vida de muitos cristãos e por isso levantarei alguns pontos importantes sobre este importante assunto.
A bíblia nos ensina a sermos equilibrados.
Entre os escritos antigos, creio que não exista outro que mais preze pelo equilíbrio do que a Bíblia Sagrada. Como disse O Senhor a Josué: “... Não te desvies nem para a direita, nem para a esquerda...” (1 Js 1.7) e como afirma nosso amado irmão e profundo ensinador Antônio Gilberto: “O legalismo e o liberalismo levam o homem para o abismo”. A Bíblia não no ensina a sermos pessoas alienadas e sem entendimento, ela nos ensina a buscarmos o reino de Deus e nos promete que todas as outras coisas nos serão acrescentadas. Busque conhecer as histórias de homens de Deus como Charles Finney, John Wesley, D. L. Moody entre outros e verá que eram homens sábios não apenas acerca do reino de Deus, oravam a Deus por horas a fio mas não desprezavam o estudo secular, eram influentes no reino de Deus e na sociedade em sua volta e assim devemos ser. Que possamos dar lugar ao estudo como Paulo que disse a Timóteo: “Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.”(2 Tm 4.13) e como os jovens hebreus Ananais, Misael, Azarias e Daniel que eram instruídos em toda ciência (Dn 1.4-6).
Nas próximas postagens quero aprofundar-me neste assunto e falarei um pouco sobre legalismo e liberalismo, dois extremos que devemos evitar.
Clébio Lima de Freitas
Postar um comentário

Talvez você goste também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...