Busca por palavras

sábado, 7 de junho de 2008

Ressurreição X Reencarnação

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores." (Mt 7.15).


Este artigo é minha resposta às argumentações de um espírita que tentou usar um texto fora do contexto pra formar um pretexto, veja uma parte do que ele me falou:

"Muitos dos ensinamentos de Jesus nada mais são do que os Ensinamentos judaicos. Jesus foi considerado até um Rabino pelos seus ensinamentos.Vou dar exemplo pequeno de uma passagem que pode exigir um grande estudo. Mas pelo menos uma parte posso dizer. Os apostulos perguntaram a Jesus o por que do homem ter nascido cego, que pecado ele tinha cometido para nascer cego. Aqui, a pergunta dos apostulos é clara sobre vidas passadas, pois não se faria uma pergunta dessas se o conceito "Transmigração da alma" ensinada no Judaismo não existisse. " O que havia feito para ter nascido cego" é logico que só poderia ser em outra vida. "

Agora veja como eu lhe respondi:

Caro amigo,

Suas argumentações são boas e convenceriam um leigo nas Escrituras, porém estão desprovidas da algo muito importante, apoio das Escrituras como um todo. Se você analisar a Bíblia dessa forma, vai entrar em heresia, quer um exemplo? Então veja isso: "E se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação e a vossa fé" (1 Co 15.13,14), se interpretarmos esse versículo de qualquer forma, sem analisarmos o contexto, entenderemos que não há ressurreição de mortos já que Cristo não ressuscitou. Veja, este é o assunto da nossa discussão, veja também que aqui a ressurreição bíblica e adotada pelo cristianismo primitivo é comparada à de Cristo, logo assim como Cristo ressuscitou, também nós, os salvos, ressuscitaremos incorruptíveis para a vida eterna e os ímpios num corpo imundo para a perdição eterna (Dn 12.2; Jo 14.1-3; 1 Ts 4.13-18; Ap 20.11-15). É importante salientar que os apóstolos criam, a com razão, que a ressurreição não havia ainda ocorrido (2 Tm 2.18), muito embora alguns já tivessem experimentado a ressurreição (2 Rs 13.21; Mt 9.18, Mt 27.50-54; 19,23-25; Lc 7.11-15; Jo 11.1-44), tabém é importante saber que Jesus ainda ressuscita mortos segundo a sua vontade, relatos de cristãos no decorrer da história da igreja nos revelam isso, porém a ressurreição plena se dará no dia determinado pelo Senhor, tanto a dos justos quanto a dos injustos. Você diz que a Bíblia dá indícios de que os judeus crêem na reencarnação e a chamam de ressurreição, isso é acrescentar à Palavra de Deus o que não está escrito, e mais, não se esqueça que a fé cristã está firmada não no que os judeus crêem, mas sim no que Jesus ensinou (1 Co 3.11) e veja que resposta Cristo dá à pergunta feita pelos apóstolos sobre o cego de nascença que você citou: "Jesus respondeu: Nem ele pecou, nem seus pais, mas foi assim para que se manifestassem as obras de Deus" (Jo 9.3), ora, se Cristo disse que aquele homem tinha nascido cego, não porque pecou, nem porque seus pais pecaram, então por que os espíritas ensinam que as mazelas do homem são decorrentes das obras más que ele cometeu no passado, em outra vida? Eu prefiro ficar com Jesus, os apóstolos não tinham uma compreensão completa sobre a verdade e por isso tiveram de ser instruídos pelo Senhor. Recomendo que você leia com atenção os textos seguintes: (1 Co 15 e 1 Ts 4) que são trechos das Escrituras que falam de ressurreição e a deixam claro que ela não é a mesma coisa que a reencarnação ensinada pelos espíritas. Deixo um versículo final: "Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema"(Gl 1.8).

Analisando esta discussão, com quem você ficaria? Com o pensamento limitado e errôneo do homem ou com a Escrituras Sagradas que falam por si mesmas?

Apologeticamente,

Clébio Lima de Freitas.
Postar um comentário

Talvez você goste também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...